sábado, abril 14, 2018


OS PROBLEMAS DE UM SURDO MUDO
Um surdo mudo precisando de um preservativo dirigiu-se a uma farmácia para comprar. No expositor não viu aquele que tivesse as especificações que desejava e viu-se na necessidade de chamar o farmacêutico. Gesticulando lá foi dizendo o que pretendia sem que o funcionário o percebesse. Até que a certa altura e já meio desesperado decidiu tirar para fora o pénis e colocar ao lado uma nota de 10€, valor que a última caixa que comprou lhe tina custado.
Perplexo o farmacêutico olhou para todos os lados e tirou também o pénis colocou-o em cima do balcão e ao lado também outra nota de 10€.
Em seguida, colocou de novo o seu pau nas cuecas e guardou os 20€.
O surdo mudo ao ver aquilo desatou numa barulheira incrível e a fazer gestos ameaçadores. Perante aquilo disse-lhe o farmacêutico:
- O que é que foi? Se não queres perder não apostes…

Máquina Esperta
Em uma Conferência, aquele famoso cientista apresenta seu mais novo invento: uma máquina capaz de responder qualquer pergunta. Incrédulo, um outro cientista pede para testá-la.
- "Pode perguntar o que quiser! - desafia o inventor."
- "Eu quero saber onde esta meu pai, neste exato momento."
Depois de alguns minutos, a maquina responde:
- " O seu pai esta a bordo de um avião em viagem para Paris."
- " Errado! O meu pai já morreu à 20 anos."
Antes de esperar pelas explicações do inventor, a propria máquina responde:
- "Quem morreu à vinte anos foi o marido da sua mãe!"



Três desejos
Estava uma velhinha a descansar com o seu gato na cadeira de baloiço, na varanda de sua casa, reflectindo sobre a sua longa vida, quando de repente uma fada surge na frente dela e lhe diz que tem direito a 3 desejos.
"Bom...", diz a velhinha, "gostaria de ser muito rica..."
* PUFF * a cadeira de baloiço transforma-se em ouro puro.
"Uau! gostava de ser uma jovem e bonita princesa..."
* PUFF * ela transforma-se numa mulher jovem e bonita.
"Bom, gostaria que transformasse o meu gato num formoso príncipe?"
* PUFF * e diante dela fica um jovem varão mais formoso que qualquer um poderia imaginar...
A ex-velhinha fica embasbacada a olhar para o ex-gato agora todo jeitoso.
Então, com um sorriso de derreter qualquer mulher, o rapaz aproxima-se e sussurra no ouvido da ex-velhinha:
"Tenho a certeza que agora estás arrependida de me ter mandado castrar..."



sexta-feira, abril 13, 2018

quinta-feira, abril 12, 2018


AVISO MUITO IMPORTANTE

UM SERVIÇO SAÚDE 24

Sabia que?

Há um serviço que todos com mais de 65 anos deveriam utilizar.

É um serviço da Direcção Geral de Saúde, Saúde 24 sénior.

Estamos sempre a dizer mal de tudo e de todos, mas, quando aparecem coisas organizadas e bem feitas deveríamos ter a obrigação de utilizar e divulgar.
É por isso que vos estou a enviar este email.

Quem tiver mais de 65 anos, utilize, quem tiver menos, terá uns pais ou familiares que o podem aproveitar.

Então é assim:

Ligamos para o
808242424 e dizemos que nos queremos inscrever na saúde sénior. Posteriormente alguém ligará para nós e faz uma breve história clínica com levantamento das necessidades, não só de saúde mas tem a preocupação de perceber se a pessoa está orientada no tempo e no espaço e se tem propensão para quedas.

Passamos a ser contactados de 15 em 15 dias.

Perguntam sobre a medicação, sobre a actividade física, alimentação.

Se por acaso, no entretanto tivermos dúvidas sobre saúde, se cairmos ou nos acontecer qualquer coisa podemos telefonar.

Por exemplo, estamos sozinhos em casa e caímos e ficamos magoados, ligamos o
808242424 e eles enviam uma ambulância e contactam o hospital para dizer que vamos a caminho.

Funciona em todo o país.

 

terça-feira, abril 10, 2018


“A HISTÓRIA DO POVO DE LOULÉ NA REVOLUÇÃO PORTUGUESA 1974-1975”

Por Raquel Varela e Luísa Barbosa Pereira - ed. Câmara Municipal de Loulé

 Os meus sobrinhos enviaram-me este livro, porque sabem que me interessam as referências à terra onde sempre viveram, e porque os acontecimentos com o Movimento dos Capitães me é particularmente caro. E para os que possam ter em mente que estou a falar nisto por o meu irmão (também capitão à altura do 25 de Abril de 1974) seria citado neste livro quero dizer-vos que não existe qualquer referência sobre ele, embora à altura Loulé já fosse o ponto de retorno dele entre comissões na guerra colonial.

Trago à coação este livro por comparação com o caso de Peniche. Não são nem de perto nem de longe comparáveis os contributos de Loulé para a eclosão do MFA quando comparado com a história da luta de Peniche e de alguns dos seus filhos para essa efeméride.

Deus fez do Brasil uma terra maravilhosa, que pena ter-se esquecido das pessoas, ouve-se dizer. Assim é Peniche. Tem uma história riquíssima. Mas ter quem a conte já é outra história. Até agora só mariano Calado com “Peniche na História e na Lenda” fez um trabalho merecedor de registo e já depois dele, Ana Batalha com a sua “História e Governança”. Posteriormente aparecem algumas coisas umas (poucas) dignas de registo e na sua maioria sem qualquer conteúdo histórico de interesse, até porque não citando e indicando as fontes que os sustentam se tornam mais histórias de ler às criancinhas ao deitar, do que registos merecedores de crédito. Sendo que o caso mais sintomático é “Visão cronológica da História de Peniche”, sem qualquer referência a fontes que sustentem as afirmações feitas. Passemos à frente…

Seria necessário pois, que alguém com rigor e sustentação intelectual se interessasse por esta empreitada de nos apresentar os contributos das gentes de Peniche quer no advento da República, quer na firmeza das suas convicções republicanas e laicas para o advento do 25 de Abril. E este assunto não poderá ficar para as calendas gregas, ou correremos o risco de perderem alguns testemunhos fundamentais para esta tarefa.    

sábado, abril 07, 2018

VER, LER E... SORRIR
sic transit gloria mundi(assim passa a glória do mundo)

PORTUGAL EM 1950 https://www.youtube.com/watch?v=q5-mRGHg4ac

EXTRORDINÁRIO
https://www.youtube.com/watch?v=23QOy9Q2qNI

DANÇANDO NO DEBATE
https://www.youtube.com/watch?v=AXtg3jftQYo



sexta-feira, abril 06, 2018


A FALTA DE PUDOR

Nos últimos dias temos assistido a uma hecatombe de impropérios contra a rede social Facebook, porque esta permitiu (?) que os dados dos seus utilizadores fossem usados de forma rasca e despudorada por empresas que elaboram os critérios das suas vendas em função das características de cada um. E quando falamos de vendas, não nos estamos a referir tão só a produtos comerciais. Falamos de vender a imagem de um político, ou de uma ideia que se quer ver reconhecida como foi o caso da saída da Grã-Bretanha da União Europeia.

Não têm falado de outras redes, embora em minha opinião todas visam o mesmo objectivo: utilizar a opinião pública e publicada em favor de causas e coisas que a nossa imaginação (dos incautos) não consegue imaginar sequer. E não se falou das celebérrimas nuvens.

Assim vai o tempo que corre. O que de melhor a humanidade pode elcançãr é utilizado sem pudor e sem controlo no pior sentido. E nós pais, educadores e avós, temos receio de transmitir aos nossos tutelados os perigos que certos meios representam quando não colocamos o bom-senso como o nosso guia prioritário. Receamos que nos tomem por conservadores ou o que é pior ainda, por velhos. Como se ser velho não fosse a maior fonte de sabedoria existente.

É preciso reinventar a vida.

quinta-feira, abril 05, 2018

UM HINO AO FUTEBOL
Momentos como estes tornam os adeptos de qualquer modalidade desportiva felizes. O Homem Desportista, mercê do seu esforço, da sua entrega e apuramento das suas faculdades, conseguem atingir a beleza de um acto de alegoria. O gesto, e execução até lá chegar, são a essência do que há de mais brilhante no ser humano.
Ao ver isto, interrogo-me se e porquê de os vermes que pululam no desporto nacional português continuarem a ter público. A essência do desporto está nos seus praticantes e da sua atitude. Nunca nos vendedores de banha da cobra que os utilizam para deles beneficiarem economicamente.