sexta-feira, junho 23, 2017


HOMENAGEM AO PORTO

No dia 23 de Junho de 1968 escrevi este poema na Praça da Batalha, no meu primeiro S. João naquela cidade. Aqui fica essa memória.

 

Vi na rua Portugal-povo-menino-brincando

 

A minha noite de S. João começou dois dias antes

Quando uma simpática velhinha-inha

Com um amor próprio dos dias antigos me bateu

Nas costas com um martelo

 

Velhinha-inha que amei

 

Foi um dia antes que o meu S. João começou

Às 6 e 30 da manhã de domingo

Quando as mulheres-língua-rude-trabalho

Discutiam o lugar de venda do alho-porro

Da erva-cidreira da alface e do repolho

 

Minhas mulheres que amo

 

Foi na noite de S. João que o meu S. João começou

Amigos

Foi lá no Porto onde amo o que amo que vi

Meu Portugal-povo-menino-brincando

 

Vi homens livres em torrentes de amor

Correndo saltando dançando

Martelando martelando martelando

Nas cabeças dos polícias e das meninas pardas

Nos senhores administradores gerais das sociedades X

Calcando fronteiras de espaço social

 

Vi barreiras destruídas num dia 364 dias derrubados

Repelentemente cheirando a alho

Vi mulheres quebrarem

Os mitos que as prendem

E jovens gritando e cantando sem polícias de choque

 

Vi porto-povo que amo e ri depois no meu quarto

Ri esta alegria minha de ver-te livre

Uma noite livre povo que mereces a liberdade inteira

De seres livre para amar um amor sem fronteiras

Sem cadeias amor-amor

 

Quero voltar a ver-te S. João no Portio

Quero ver-te cantar

Bater nas cabeças dos polícias

Derrubando barreiras

Quebrando mitos

Amando vivendo rindo

Quero voltar a ver-te meu Porto

Portugal-povo-menino-brincando

quarta-feira, junho 21, 2017


SOU ESTÚPIDO OU POUCO ATENTO?

Li hoje no “DN” na pág.13:”Fenprof levanta a greve nos concelhos afectados pelo incêndio”. Mas também já tinha lido que o governo tinha suspendido os exames nesses concelhos. Que greve pois, dos professores, queria manter a Fenprof em Pedrógão Grande, em Castanheira de Pera ou em Góis? Eu nem sequer acredito que as Escolas desses concelhos tenham condições para abrir. A Fenprof ao tomar atitudes destas é esclarecedora (para quem tinha ainda dúvidas) sobre aquilo a que vem e ao que pretende.


PS - in JN hoje:
O Instituto de Avaliação Educativa abriu um inquérito a uma alegada fuga de informação no exame nacional de português realizado na segunda-feira.

O conteúdo da prova terá andado a circular nas redes sociais, depois de uma gravação áudio ter circulado no WhatsApp.
"Ó malta, falei com uma amiga minha cuja explicadora é presidente do sindicato de professores, uma comuna, e diz que ela precisa mesmo, mesmo, mesmo e só de estudar Alberto Caeiro e contos e poesia do século XX. Ela sabe todos os anos o que sai e este ano inclusive. E pediu para ela treinar também uma composição sobre a importância da memória...", ouve-se no áudio feito por uma aluna e divulgado pelo jornal Expresso.

terça-feira, junho 20, 2017


HEDONISMO

O hedonismo (do grego hedonê, "prazer", "vontade) é uma teoria ou doutrina filosófico-moral que afirma ser o prazer o supremo bem da vida humana. Surgiu na Grécia, e seu mais célebre representante foi Aristipo de Cirene. O hedonismo filosófico moderno (utilitarismo) procura fundamentar-se numa concepção mais ampla de prazer entendida como felicidade para o maior número de pessoas. (wikipédia)

Penso que as correntes filosóficas são um pouco como as modas. Assim é que neste primeiro quartel do século XXI muito mais que a tentativa de conseguir a felicidade para o maior número de pessoas, a sociedade global pretende conquistar o prazer individual como o supremo bem da vida humana.

Perdeu-se a capacidade de reconhecer O OUTRO como a parte mais importante do estar colectivo. E não é fácil lidar com isto quando a nossa formação cívica e cultural se baseou sempre no respeito pela condição humana. As pessoas perseguem objectivos pessoais sem preocupação de espécie alguma sobre se isso coloca em causa objectivos colectivos.

Reparem nos cartazes de propaganda dos candidatos à Câmara que já vemos por aí. Com frases curtas e impessoais, que não comprometem ninguém de tão imprecisas e difusas que são, dizem-nos que a única coisa importante é  aquela imagem daquela pessoa cheia de luz contra um fundo negro (ou escuro). No fundo o que pretendem dizer é que eu sou a luz para além de mim não existe nada. As frases de tão imprecisas não são para ser lidas, são para suporte de alguma coisa que aquela pessoa acha que deve dizer, em suporte do seu eu.   

Ser hedonista tem muitas formas de nos surgir. Umas mais elaboradas que outras. As redes sociais não darão a bem do futuro, resposta para os nossos devaneios. Até porque são efémeras.

sábado, junho 17, 2017

SURPREENDA-SE...
https://www.youtube.com/embed/o_24LPjOIHI
...E SORRIA
Uma Freira velha pediu para escreverem na campa Nasci virgem, Vivi virgem, Morri Virgem...
O cangalheiro achou que eram muitas palavras e escreveu:
Devolvida sem ser usada
--------------------
"Papa condena o segundo casamento..."
(porque é solteiro... se fosse casado condenaria o primeiro também!)
--------------------
Pensamento 1:
Os Homens são como o vinho: todos começam como uvas. Cabe às mulheres amassá-los, pisá-los e enclausurá-los até que amadureçam!
Pensamento 2:
As Mulheres também são como o vinho: com o passar dos anos umas refinam o sabor, outras azedam. As que azedam é por falta de uma boa rolha...'
Autor desconhecido (mas não parvo)
--------------------
- Padre! Queria confessar-me.....
- Então meu filho que me tens a dizer?
- Sabe... fui infiel à minha mulher. Eu sou produtor de cinema e na semana passada tive relações sexuais com a Jenifer Lopez, com a Cindy Crawford e com a Cameron Diaz, cada uma à sua vez...
Pois é meu filho, mas não poderei absolver-te....!!!
- Mas, mas, Padre, porquê se a misericórdia de Deus é infinita?
- Não me lixes! Nem eu nem Ele vamos acreditar que estejas arrependido...!
--------------------
Um grito alto vem do quarto que estava completamente escuro.
O marido entra correndo, acende a luz, e observa um homem pulando pela janela.
A mulher grita:
- Aquele homem fez sexo comigo duas vezes!
Ele pergunta:
- Duas? E porque você não gritou logo na primeira vez?
Ela responde:
- Porque eu pensei que fosse você! Só desconfiei quando ele começou a dar a segunda...
--------------------
A cuequinha fio dental é como uma vedação de arame farpado!
Protege a propriedade sem tapar as maravilhas da paisagem!!!
--------------------
Dois soldados da ONU trocam impressões:
Então, porque te alistaste?
Porque sou solteiro e gosto de guerra. E tu?
Porque sou casado e gosto de paz


sexta-feira, junho 16, 2017


TELEFONES E EMAIL’S COM O RABO DE FORA

Não me tenho com uma inteligência privilegiada. Mas sempre estive atento de fenómenos de invasão da vida particular dos cidadãos. Já nos idos da PIDE/DGS era comum a polícia política fazer escutas nos telefones de pessoas mais conhecidas, ou sequer denunciadas como opositores ao regime do Estado Novo. Nesse tempo nem sequer acreditávamos que existisse autorização de um Juiz para proceder a escutas de telefones. Como resultado dessas convicções ninguém que quisesse falar de acontecimentos eventualmente tidos como desafectos ao regime então vigente, o fazia pelo telefone. Ou se arranjava um correio que fosse transmissor de notícias, ou aguardava-se a oportunidade possível para de viva voz proceder à transmissão de saberes.

Com a proletarização dos telefones, a introdução dos telemóveis mais fácil se tornou saber o que cada um pensa sobre o que quer que seja. E viemos a saber das histórias do “apito dourado”, da “casa pia”, do “face oculta” e de diversos corruptores e corrompidos escutados a propósito de tudo e de mais alguma coisa.

Ao mesmo tempo viemos também a tomar conhecimento com que facilidade “hackers” e peritos informáticos ligados ou não à polícia, se introduzem, vasculham, espiolham, espalham e difundem tudo o que PCs pessoais ou de trabalho vão registando para o bem ou para o mal. Aliás até séries televisivas nos explicam de que o que entra num computador nunca mais de lá sai. E é ver que sempre que existem buscas à vida privada das pessoas, um dos primeiros elementos a espiolhar será sempre o dos suportes informáticos.

Tudo isto me faz temer por pessoas que atingiram os píncaros do poder económico ou político, e que continuam a autodenunciar-se em mensagens via telemóveis e email’s que trocam com os alvos da sua concupiscência. São governates, bancários, presidente4s de clubes, ou os seus “testas de ferro”.

Afinal onde está a inteligência destas pessoas? O que as torna tão vulneráveis? O que as torna tão confiantes perante indícios que já condenaram tantos incautos? E é nestas pessoas que confiamos? No fundo os “naif” somos nós.

            

quinta-feira, junho 15, 2017


PARA  PENSAR...
O Inspector do Ministério foi a uma escola para avaliar o aproveitamento dos alunos.
Pediu à professora para sair da sala e, a seguir, perguntou a um dos alunos da primeira fila:
- Quem incendiou Roma?
O menino, muito assustado, já quase a chorar, respondeu:
- Juro que não fui eu, senhor inspector.
Bastante chocado com a resposta, o inspector chama a professora e contou-lhe o sucedido.
E a professora respondeu:
- O Joãozinho não é mentiroso. Se ele disse que não foi ele, é porque não foi mesmo!
Horrorizado, o inspector foi à procura do Presidente da Câmara, narrou-lhe o sucedido e sugeriu que ele solicitasse ao Ministério da Educação a demissão da professora.
O Presidente coçou a cabeça, meditou alguns instantes e disse:
- Não podemos mandá-la embora, inspector! Ela precisa do emprego, pois é ela quem sustenta a família e, além disso, foi indicada para o cargo pelo presidente do Partido. Vamos fazer um acordo: o senhor diz-me quanto foi o prejuízo do incêndio e a Câmara paga!



terça-feira, junho 13, 2017

FABULOSO!!!
Neste eu votava para 1º Ministro sem problemas...
https://www.youtube.com/watch?v=rlM5cokIm00